Minha primeira viagem à Disney – Miami e Orlando

 

Miami Beach ao entardecer - Foto: Rodrigo Duzzi.

Miami Beach ao entardecer – Foto: Rodrigo Duzzi.

Este é o post 2 da série Minha primeira viagem à Disney e contarei sobre as duas cidades que foram nosso QG por alguns dias: Miami e Orlando.

Antes de chegarmos a Miami, fizemos conexão em Charlotte, na Carolina do Norte. Infelizmente, não saímos do aeroporto, mas parece ser uma cidade bonita, assim como o aeroporto. O melhor seria pegar voo direto, já que a viagem acaba sendo mais cansativa quando há conexões e acabamos perdendo tempo, mas em contrapartida, o preço da passagem é mais alto quando não há paradas. De qualquer forma, vale a pena pesquisar e comparar os valores; pode ser que a diferença nem seja tão grande.

Congestionamento em Miami - Foto: Rodrigo Duzzi.

Congestionamento em Miami – Foto: Rodrigo Duzzi.

Enfim, a primeira coisa que fizemos quando pisamos em Miami foi pegar o carro que alugamos daqui do Brasil. É muito importante ter um carro para deslocamentos por lá, já que os locais são distantes e o utilizamos em todos os momentos. Para chegar à locadora, pegamos o metrô interno do aeroporto. Alugamos o carro sem GPS, já que íamos comprar um equipamento por lá, mas com isso acabamos nos perdendo diversas vezes. Portanto, inclua um no pacote quando fizer a reserva aqui no Brasil.

O que não faltam em Miami são lojas de grifes famosas - Foto: Rodrigo Duzzi.

O que não faltam em Miami são lojas de grifes famosas – Foto: Rodrigo Duzzi.

Já era tarde da noite quando chegamos ao hotel Springhill Suites Miami Airport East Medical Center e o recomendo. É muito bacana, limpo e fomos bem atendidos. No dia seguinte, fomos conhecer a Best Buy, uma das maiores lojas americanas de eletrônicos e com preços bem em conta. Depois, fomos à Ross Dress for Less e à TJ Max, duas grandes redes de roupas multimarcas com preços acessíveis que merecem a visita e têm várias unidades espalhadas pelos EUA.

Também visitamos o Dolphin Mall e comemos um delicioso cheesecake no restaurante Cheescake Factory, um dos mais gostosos que já experimentei. No fim da tarde, fomos à famosa Miami Beach para assistir ao por do sol. Estava vazia, sossegada e aproveitamos para descansar. Passamos também pela Hollywood Beach, praia com uma paisagem incrível.

Mais uma noite em Miami e, na manhã seguinte, pegaríamos a estrada para Orlando. Mas antes disso, demos umas voltas pelas famosas ruas de Miami, como Collins Avenue, Ocean Drive e Euclide Ave. No caminho para Orlando, passamos por Fort Lauderdale. Já era início de noite quando paramos para tomar sorvete. Sempre tem estacionamentos por perto e o ambiente é muito agradável. Diversos restaurantes e barzinhos na orla, com uma iluminação incrível. Deu vontade de passar a noite toda por lá, mas ainda tinha muito chão pela frente.

Agito na orla em Fort Lauderdale - Foto: Rodrigo Duzzi.

Agito na orla em Fort Lauderdale – Foto: Rodrigo Duzzi.

Dica: sempre quando avistar carro da polícia ou um acidente na estrada, vá para a faixa mais distante possível e só volte após passar o veículo. Um casal de amigos foi parado porque voltou para a faixa ao lado da polícia antes de passá-la. A justificativa é que você pode bater ou atropelar alguém.

Já era madrugada quando chegamos ao hotel Quality Suites Near Orange County Convention Center. Ao contrário de Miami, não o recomendo, pois o atendimento e a limpeza deixaram a desejar. O curioso de Orlando é que pegamos estradas para chegar a qualquer lugar. E quando menos esperamos, avistamos um bairro, que sempre parece estar escondido. Os limites de velocidade são bem parecidos com os nossos e as regras de trânsito são rigorosamente cumpridas e respeitadas. Isso também acontece em Miami. Parece que os carros não saem de fábrica com buzina. Ninguém a utiliza. Motos, então, parece que não existem por lá.

Como tínhamos marcado visita aos parques todos os dias do nosso roteiro, intercalamos com outlets localizadas na cidade. Na verdade, trata-se de um conglomerado de lojas que eles chamam de Outlets Premium. É bacana fazer o cadastro no www.premiumoutlets.com/portuguese/ uma semana antes da viagem e imprimir os cupons para ter mais descontos. Nos parques, alguns dias, chegamos mais tarde e, em outros, saímos mais cedo.

Fui tudo muito corrido, mas aproveitamos bastante e valeu muito a pena.

Praia em Fort Lauderdale - Foto: Rodrigo Duzzi.

Praia em Fort Lauderdale – Foto: Rodrigo Duzzi.

Dicas:

– quando planejar a viagem, procure deixar dois ou três dias livres para descanso e para compras. De modo geral, os parques são muito cansativos;
– uma regra curiosa no trânsito dos EUA é a de poder entrar à direita, independentemente do semáforo estar fechado ou não, desde que não haja pedestres atravessando;
– setembro é um bom mês para viajar. Faz muito calor, só chove à tarde (e bem rápido) e as filas nos brinquedos são mais curtas;
– leve tênis bem confortáveis e vá preparado para caminhadas. Os parques são grandes, abrem por volta das 9h e fecham em torno das 21h. Orlando não é um local para descansar. Dormíamos tarde e acordávamos cedo;
– fique atento com o pacote que fechou na locadora. Ao chegar ao país de destino os vendedores tentam empurrar um veículo maior e mais caro, alegando que as malas não cabem. No nosso caso, por exemplo, o atendente da Alamo (locadora que fechamos) disse que o carro para sete pessoas não comportaria cinco por causa das bagagens e que seríamos multados se as levássemos nos bancos ou no chão do automóvel. Afirmou também que o modelo que escolhemos consumia mais combustível que o mais caro que ele tinha. Conferimos essas informações e não aceitamos, mas na hora da pressa as pessoas acabam caindo nessa história e gastando mais do que o necessário.

Agora, leia o post 3, com o relato do que fiz nos parques, acessando Atrações nos parques temáticos.

A preparação para essa viagem contei no post 1, que está em Minha primeira visita à Disney – e ela é realmente mágica.

(Texto e fotos: Rodrigo Duzzi)


Receba nossas novidades por e-mail. Para isso, é só preencher seus dados abaixo e clicar em “Enviar”. Ficaremos contentes de ter você em nossa lista!


Comments

comments

Comente este post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *