Buenos Aires – Teatro Colón

Fachada do Teatro Colón em Buenos Aires, Argentina, que, na época de minha visita, estava em reforma - Foto: Amandina Morbeck.

Fachada do Teatro Colón que, na época de minha visita, estava em reforma – Foto: Amandina Morbeck.

Imponente e belo, o Teatro Colón foi inaugurado em maio de 1908 e é considerado um dos mais bonitos do mundo e com uma das melhores acústicas. A maravilhosa arquitetura em seus 58 mil metros quadrados, sete andares e assentos para 2.478 pessoas (e mais 500 em pé) completa-se no acabamento em mármore de Carrra e vitrais franceses e na decoração com mobília antiga (algumas restauradas da época em que foi aberto) e lustres de cristal.

Interior do Teatro Colón em Buenos Aires, Argentina, que é magnifíco - Foto: Amandina Morbeck.

Interior do teatro, que é magnifíco – Foto: Amandina Morbeck.

As visitas guiadas foram retomadas em fevereiro de 2011 e a reforma pela qual passou o edifício foi finalizada em abril. Vale muito a pena conhecer o Colón, mas o tour – que é bem curto – tem algumas restrições, como não poder fotografar com flash e ter permissão para fotografar apenas em determinados locais informados pela guia (no meu grupo, uma jovem com inglês impecável, articulada, que aprendeu bem a lição de casa para transmitir todas as informações sobre o local, mas com conhecimento também para responder às perguntas dos turistas que não estavam no script). O que se vê por fora do teatro é uma pequena amostra do que é seu interior, que realmente enche os olhos.

Essa é a vista a partir do balcão reservado à(o) presidente da Argentina - Teatro Colón, Buenos Aires, Argentina - Foto: Amandina Morbeck.

Essa é a vista a partir do balcão reservado à(o) presidente da Argentina – Foto: Amandina Morbeck.

Sua história, contada pela guia à medida que avançávamos vagarosamente, reflete o apogeu da Argentina nos tempos em que era chamada de Paris da América Latina. Por seus corredores e por seus balcões desfilavam a elite, os que queriam ser vistos, os que já tinham posição de proeminência social e também os que a almejavam. No último andar, ficavam, em pé, aqueles com menos recursos e que não tinham permissão para circular onde estavam os ricos e os poderosos. Tanto que a entrada que utilizavam era outra. Até hoje os ingressos para esse piso são bem mais baratos, a vista é péssima (embora a acústica compense) e as pessoas têm de ficar de pé durante todo o espetáculo.

Vitrais no teto de uma das alas do Teatro Colón em Buenos Aires, Argentina - Foto: Amandina Morbeck.

Vitrais no teto de uma das alas do teatro – Foto: Amandina Morbeck.

Compositores, maestros, cantores de ópera, dançarinos e companhias de dança famosos apresentaram-se em seu palco através dos anos e hoje o renovado Teatro Colón espera reconquistar, a partir de sua reinauguração oficial, parte de sua merecida glória.

Detalhe do piso - cada pastilha foi colocada individualmente - Teatro Colón, Buenos Aires, Argentina - Foto: Amandina Morbeck.

Detalhe do piso – cada pastilha foi colocada individualmente – Foto: Amandina Morbeck.

No meu caso, terminei a visita com muita vontade de um dia voltar para assistir a um dos espetáculos dos muitos que sinceramente desejo que aconteçam. Para saber mais sobre o Colón, clique aqui e acesse seu site oficial.

Quando o visitei, os ingressos custavam 60 pesos para estrangeiros, com visitas todos os dias da semana das 9h às 15h45, durando aproximadamente uma hora. Línguas: inglesa e espanhola. Para visitas em português ou em francês é preciso solicitar com antecipação de 48 horas. Localização: Cerrito (via local da Av. 9 de Julio) com Tucumán, próximo do obelisco.

(Texto e fotos: Amandina Morbeck)


Observação: Se tiver intenção de visitar esse lugar, confirme as informações na época de sua viagem, pois com o passar do tempo (desde a publicação deste post) muitas coisas podem mudar.


Receba nossas novidades por e-mail. Para isso, é só preencher seus dados abaixo e clicar em “Enviar”. Ficaremos contentes de ter você em nossa lista!


Posts relacionados (clique nos títulos para acessá-los):

– Buenos Aires – Geral sobre a cidade

– Buenos Aires – Cafés

– Buenos Aires – Comidas gostosas

– Buenos Aires – Alfajores Chachafaz

– Buenos Aires – Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires (MALBA)

– Buenos Aires – Cemitério da Recoleta

– Buenos Aires – Feirinha de artesanato no Cemitério da Recoleta

– Buenos Aires – La Boca e Caminito

– Buenos Aires – Livraria El Ateneo

– Buenos Aires – Floralis Generica

– Buenos Aires – Jardim Japonês

– Tigre, Argentina

– Colonia del Sacramento, Uruguai


Comments

comments

Comente este post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *