A cerimônia de bênção da pousada em Luang Prabang

Em A cerimônia de bênção da pousada em Luang Prabang, continuo o compartilhamento sobre minha visita ao Laos.

No primeiro post, Pronta para conhecer o Laos, contei que meu primeiro destino lá era Luang Prabang, certo? Pois bem, Marie e eu chegamos lá, procuramos por uma pousada e encontramos a de uma senhora simpática, com um olhar bondoso e muito meigo, que não falava uma palavra em inglês nem em francês, embora o Laos tenha sido colônia francesa. Nome da pousada): Sikhoumuang Guest House (não, eu não sabia de cor, dei uma fuçada nas minhas anotações para encontrar – rs).

Aos poucos, os convidados da dona da pousada (marcada com ponto amarelo) chegaram para a cerimônia - Foto: Amandina Morbeck.

Aos poucos, os convidados da dona da pousada (marcada com ponto amarelo) chegaram para a cerimônia.

Com mímicas e com paciência – e o apoio valioso de uma folha de papel e um lápis -, vimos quanto era a diária e lá ficamos. Estava tudo limpo e novinho. Na segunda noite, quando estávamos saindo para jantar, vimos tudo arrumado no salão de entrada – esteiras, tapete, vasilhas, umas coisas embrulhadas como se fossem presentes etc. A proprietária nos chamou e, com muita dificuldade, conseguimos entender que ela estava nos convidando para participar do evento.

Não sabíamos o que iria acontecer, mas ficamos assim mesmo. Vimos os amigos dela chegar e, logo depois, nove monges. E sabe o que era? A bênção da pousada, que entendemos que tinha sido inaugurada naquela semana. Foi muito emocionante! Só havia nós duas de estrangeiras, todos os demais participantes eram laocianos. Acompanhamos todo o ritual. Os monges ocuparam seus lugares e conduziram a cerimônia. Havia flores, incensos, entoação de sutras e a felicidade da proprietária era evidente. Vez ou outra nossos olhares se encontravam e sorríamos uma pra outra.

Os monges que conduziram a cerimônia - Foto: Amandina Morbeck.

Os monges que conduziram a cerimônia.

Num determinado momento aconteceu uma coisa engraçada. Eu estava perto do ventilador e umas pessoas o apontaram para que eu mexesse nele. Eles falaram umas coisas e entendi que era para aumentar a velocidade. Perguntei em inglês: “More air?”. Eles fizeram que sim com a cabeça. Fui lá e aumentei. Eles falaram mais coisas que não entendi, com cara de insatisfeitos. Fiquei boiando. Aí, um senhor levantou foi lá e o desligou. Fiz tudo ao contrário.

Durante a cerimônia, a proprietária da pousada (marcada com pontinho amarelo) participou cercada por seus convidados - Foto: Amandina Morbeck.

Durante a cerimônia, a proprietária da pousada (marcada com pontinho amarelo) participou cercada por seus convidados.

Quando a cerimônia acabou, os monges pegaram suas oferendas e partiram. Depois disso, todos ganhamos uma nota de 100 kips, o dinheiro laociano. Guardo a minha até hoje.

Notas de 100 kips, como essa, foram entregue aos convidados ao final da cerimônia - Foto: Amandina Morbeck..

Notas de 100 kips, como essa, foram entregue aos convidados ao final da cerimônia.

De vez em quando tudo aquilo me vem à memória e me pergunto se a pousada ainda existe, se aquela senhora ainda está lá, se ainda vive. Tenho muita vontade de voltar a Luang Prabang e procurá-la.

Naquela noite, depois que tudo acabou, Marie e eu fomos saímos. Era noite de lua cheia e havia várias celebrações nos templos budistas da cidade para homenagear o Buda e 500 monges que alcançaram a iluminação todos juntos. Mais uma vez, vivenciamos umas histórias bem legais que contarei no próximo post.

(A qualidade das imagens deixa a desejar porque tive de digitalizá-las, pois as fiz com câmera analógica.)

(Texto e fotos: Amandina Morbeck)


Receba nossas novidades por e-mail. Para isso, é só preencher seus dados abaixo e clicar em “Enviar”. Ficaremos contentes de ter você em nossa lista!


Outras histórias, por ordem de publicação (clique nos títulos para acessá-las):

1- Nunca vi uma brasileira antes!

2- Escândalo depois do jantar e baguete debaixo do braço

3- Uma pousada bizarra na Tailândia

4- Meu encontro com os pais da cantora Enya

5- Três pêssegos e uma lembrança para sempre

6- Pronta para conhecer o Laos

7- E eu era vegetariana…

8- A cerimônia de bênção da pousada em Luang Prabang

Comments

comments

Comente este post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *