28 “segredos” da aviação para deixar passageiros de cabelo em pé

Foto: Reprodução/HypeScience.

Esses 28 “segredos” da aviação foram adaptados do original em inglês 30 pilots and flight attendants confess their best kept secrets, publicado no site Viral Quake, complementado por 16 Alarming Airline Secrets That Will Change How You Feel About Flying, do Huffington Post.

Como voo com alguma frequência, confesso que fiquei surpresa com vários deles, revelados por pessoas que trabalham na aviação americana, considerando os sites de onde retirei as informações. Acredito que alguns itens também se aplicam a empresas aéreas de outros países, como o nosso.

1- A verdadeira história por trás das máscaras de oxigênio

Se houver despressurização e as máscaras caírem, os passageiros têm apenas aproximadamente 15 minutos de oxigênio a partir do momento em que são puxadas. A boa notícia é que esse intervalo é suficiente para que o piloto desça a uma altitude mais baixa, na qual é possível respirar normalmente. Muito importante: em altitude elevada, temos entre 15-20 segundos antes de desmaiar.

2- A água no lavatório é muito suja

Nunca beba água do lavatório. Só lavar suas mãos com ela já é ruim o suficiente. O tanque é limpo de acordo com os intervalos de manutenção, mas os parasitas tornam-se resistentes aos produtos de limpeza com o passar do tempo.

3- Por que as luzes da cabine ficam mais suaves na aterrissagem

Quando um avião começa o processo de aterrissagem à noite, as luzes internas são suavizadas para o caso de alguma dar errado e ser necessário evacuar na aterrissagem. Assim, seus olhos já estarão ajustados à escuridão e você conseguirá ver melhor que estiver fora dele.

 4- Raios

Aparentemente, aviões são atingidos por raios o tempo todo.

5- Poderes do comandante do avião

O comandante tem autoridade quase ilimitada quando as portas do avião se fecham, como prender pessoas, aplicar multas e até mesmo registrar o testamento de um passageiro que esteja morrendo. Ele também pode impedir a entrada de passageiro que estiver causando problema na aeronave e partir sem ele.

6- Toaletes podem ser destrancados pelo lado de fora

É possível destrancar os toaletes pelo lado de fora. Normalmente, há um mecanismo de travamento escondido atrás do aviso de não fumar na porta. É só levantar a aba e deslizar o ferrolho.

 7- Comida no avião

Dois pilotos são servidos com comidas diferentes e não podem compartilhá-la com o outro. Isso é feito para prevenir intoxicação alimentar – se um passar mal, o outro assume o comando da aeronave.

Pegar comida, ainda que ela vá ser jogada fora, pode ser motivo de demissão imediata. Quem trabalha no voo pode pedir ao supervisor, mas não pode pegar nada sem autorização.

8- Voar com bicho de estimação

Um dos problemas ao levar o bichinho em voo é o tempo de espera na rampa até ele ser levado para dentro do avião. Nem o pessoal de solo aguenta o barulho e precisa usar proteção auricular. Imagine o animal, que fica exposto a todo o ruído. O conselho de um encarregado pelo abastecimento de aeronaves é: “Pense duas vezes antes de voar com seu bichinho de estimação”.

9- Desligar ou não os aparelhos eletrônicos

Uma coisa é o(a) comissário(a) pedir que todos desliguem seus eletrônicos; outra, é saber se ele(a) faz isso também. Parece que alguns funcionários não seguem a regra e, tão logo repetem o aviso de desligar, vão para a parte de trás do avião, pegam o celular e começam a enviar SMS.

Um piloto disse que desligar os aparelhos é perda de tempo, pois eles não contribuem para derrubar um avião. O que fazem é encher o saco dos pilotos, pois o sinal que emitem tentando conexão numa aterrissagem, por exemplo, interferem na recepção da comunicação entre cabine e torre de controle.

10- Não beba – nem toque – água no avião que não seja engarrafada*

As portas para retirada do contêiner as fezes do toalete e para reabastecer a aeronave com água potável ficam a poucos centímetros uma da outra e muitas vezes o serviço é feito de uma vez pela mesma pessoa…

*Mesmo que o processo de reabastecimento varie conforme a empresa aérea, em 2002 o Wall Street Journal solicitou um teste na água da torneira de 14 voos diferentes e encontrou níveis de bactéria dezenas, algumas vezes centenas de vezes acima dos limites impostos pelo governo americano.

 11- É importante proteger o conteúdo das malas

Utilize cadeados aprovados pela TSA (Transportation Security Administration), agência do governo americano que controla a segurança nos transportes de passageiros – como nos aeroportos – para proteger sua bagagem. Esses cadeados podem ser abertos, sem ser danificados, se os agentes acharem que precisam inspecioná-la.

12- Cadeado também na bagagem de mão

Ponha cadeado também na bagagem de mão, pois pode ser que seja necessário despachá-la também e, até ser finalmente colocada no compartimento do avião, ela passa por várias mãos.

13- Aterrissagem = queda controlada

Se o tempo estiver chuvoso, aquela aterrissagem mais brusca é proposital. Ela serve para furar a camada de água e evitar aquaplanagem. Como diz um piloto: “Aterrissagens nada mais são que quedas controladas”.

 14- Pilotos dormem a maior parte do tempo

Metade dos pilotos dormem enquanto voam e 1/3 do tempo eles acordam para descobrir que o colega está dormindo. Entre 43% e 54% dos pilotos que responderam a uma pesquisa no Reino Unido, na Noruega e na Suécia admitiram que dormiram durante voos.

 15- Venda de produtos no avião em voos internacionais

Tudo o que é vendido dessa forma (Sky Mall) pode  ser comprado pela internet com preços bem menores.

16- Como as bagagens são realmente tratadas

Se tiver a informação “frágil”, ela é jogada mais bruscamente; se tem “este lado para cima”, será virada ao contrário. Para colocar tudo no espaço de cargo, vai como dá.

17- Falta de higiene

Cobertores e travesseiros não são lavados entre um voo e outro, apenas dobrados de novo. Os únicos realmente limpos são aqueles do primeiro voo a partir da cidade que os forneceu.

E nada de comer ou simplesmente tocar as bandejas presas ao assento a sua frente, pois muitas pessoas colocam fraldas sujas nelas e elas nunca são higienizadas.

18- Aviões podem planar por um bom tempo

Se os dois motores falharem, um avião pode planar 11 km por cada 1.500 metros. Assim, a 10.600 metros de altura ele pode planar aproximadamente 67 km sem força mecânica. Por isso, a maioria dos acidentes acontecem ao levantar voo e ao pousar.

19- A água usada para café e para chá é suja

A água usada para esses fins jamais deveria ser consumida. Os tanques desses aviões nunca são limpos. Há tanta sujeira esverdeada acumulada nas paredes que em alguns lugares podem ter centímetros de espessura.

20- É mais fácil deixar equipamentos sem bateria

Se você tiver qualquer equipamento que vibre para colocar na mala, tire a bateria. Porque se ele ligar durante o manuseio da bagagem e o som/vibração for ouvido, sua mala precisará ser separada, você será retirado(a) do avião e ela será aberta na frente de todo mundo.

21- Headphones não são novos

Quando você recebe os headphones durante o voo, dentro de saquinhos, pode até imaginar que sejam novos, mas não são. Depois de cada voo, eles são “limpos” e colocados dentro de novos saquinhos.

22- Por que toaletes ainda têm cinzeiros?

Mesmo sendo proibido fumar em aeronaves, se alguém não respeitar essa determinação é mais seguro para todos que encontre um lugar certo para jogar a cinza e a bituca depois.

23- Respiramos ar que vem das turbinas*

O ar que circula no avião é ar comprimido tirado das turbinas. Uma porção maior (25% a 50%) vai pra cabine dos pilotos e o resto para os passageiros. O ar sai depois pela parte traseira da fuselagem.

  • Tecnicamente, respiramos o ar que sai dos compressores dos motores e não da exaustão deles. Em seu site, a Boeing explica que o ar que sai dos compressores ajuda a aquecer e a pressurizar o ar externo. Esse ar tratado, então, circula pela cabine para que todos respirem.

24- É possível fazer upgrade para primeira classe

Depois que as portas do avião são fechadas é possível fazer upgrade para business class ou para primeira classe. Isso não é feito com frequência, em parte porque algumas companhias aéreas exigem relatório para justificar a mudança, porque tem de ter comida para esse passageiro extra e porque geralmente essas classes estão lotadas.

Como é o “processo de aprovação”? De acordo com alguns comissários, eles observam quem é muito legal, bem vestido, muito alto, bonito, amigo de um dos comissários ou tudo isso junto. Grávida também entra na lista.

25- Passageiros roubam colete salva-vidas

Muitas pessoas levam o colete, que fica embaixo do assento, como souvenir. Esse ato pode gerar punição, mas raramente isso acontece. Assim, é sempre bom conferir se realmente há um colete salva-vidas embaixo do seu assento cada vez que voar.

26- Você pode pedir a lata de refrigerante

Se você ficar com muita sede e quiser mais que uns poucos goles de refrigerante servidos durante o voo, peça educadamente para ficar com a lata toda. Na maioria das vezes, o comissário não se oporá (deve ser melhor do que vir toda hora até seu assento para atender à solicitação de “mais refri ou mais água, por favor”).

27- Atraso no jantar pode ser proposital

Por que isso acontece? Porque os comissários muitas vezes esperam que o máximo de passageiros caia no sono para terem menos trabalho.

28- O pessoal de cabine não é remunerado até que o avião levante voo

Essa questão envolve empresas americanas, não sei se é assim no Brasil também. As horas de trabalho são consideradas a partir do momento que o avião levanta voo. Nem mesmo quando ele está taxiando conta. Se houver atrasos, por exemplo, o tempo de espera pelos funcionários não é considerado como hora trabalhada. Empresas aéreas diferentes têm políticas diferentes, mas é uma forma de elas economizarem.


Receba nossas novidades por e-mail. Para isso, é só preencher seus dados abaixo e clicar em “Enviar”. Ficaremos contentes de ter você em nossa lista!


Comments

comments

2 comments

  1. Edi Silva on 21/05/2014 at 14:53 said:

    O Boris diria:"isso é uma vergonha"

  2. Álax Morais on 08/04/2014 at 12:43 said:

    Os 28 “segredos" da aviação

Comente este post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *